Portuguese English French German Italian Japanese Russian Spanish

Artigos

LUC´STAR

MATERIAIS DENTÁRIOS

 

*Considerações sobre os produtos

*Vantagens

*PERGUNTAS FREQUENTES

*SOLUÇÕES PARA OS PROBLEMAS

 

SITE: WWW.lucstar.com.br

NESTE SITE ESTÃO TODOS OS PRODUTOS, SEUS CATÁLOGOS E VIDEOS DEMONSTRATIVOS DE MANEIRA

PRÁTICA.

 

Para obter outras informações sobre produtos e compra, contatar -  Kátia Cristina ou Raquel Silva

 

Contato: (85) 3298-1467

 TIM- (85) 996256048

EMAIL DE CONTATO: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

ENDEREÇO DE CONTATO

RUA ESCRITOR ANTONIO ABUCHAIN, 325, CASA 1

BAIRRO - PACHECO

CEP – 61626-290

CAUCAIA – CEARÁ

PREZADOS SENHORES PROTÉTICOS E DENTISTAS.

O OBJETIVO DESTE TIRA DÚVIDAS, É AUXILIAR AOS NOSSOS CLIENTES PARA QUE POSSAM USAR OS PRODUTOS DA LUC´STAR, E TEREM PERFEITO ÊXITO. POR ISTO É IMPRESSINDIVEL LÊ-LO, E SEGUI-LO CORRETAMENTE.

SEI QUE É HABITO NÃO LERMOS E POR SUA VEZ PERSEVERARMOS EM UTILIZAR PRODUTOS NOVOS E REVOLUCIONÁRIOS, TODAVIA PARECE QUE TODOS ESQUECEMOS QUE PARA FAZERMOS NOSSA PRIMEIRA ESCULTURA DE TODOS OS DENTES, COLOCAR MODÊLOS NO ARTICULADOR, PRINCIPALMENTE MONTARMOS NOSSAS PRIMEIRAS CERÂMICAS, TIVEMOS QUE FAZERMOS, TENTARMOS, FAZERMOS VEZES E VEZES ATÉ QUE POR FIM CONSEGUIMOS SUCESSO.

PARA LIDARMOS COM TODOS OS NOVOS MATERIAIS, PRECISAMOS “ PEGAR O JEITO” DE COMO VIRMOS A TRABALHAR COM ELES E TERMOS PERFEITA ADAPTABILIDADE E SUCESSO.

GOSTARIA NESTE INSTANTE DE CONSCIENTIZA-LOS DE COISAS SUMAMENTE IMPORTANTES CONCERNENTES AOS PRODUTOS, PARA ESTRUTURAS FREE METAL, COMO A ZIRCONGLASS, CERANGLASS, ZIRCONGLASS MASTER, E ZIRCONBASE CZR.

SABEM SENHORES, EMBORA ELAS TENHAM SIDO DESENVOLVIDAS PARA SUBSTITUIR O FATO DE TERMOS QUE UTILIZAR E ADQUIRIR, POR MUITA GRANA, OS SISTEMAS VÁRIOS, CAD-CAM , OU MAD-CAM, ELAS TEEM UM DIFERENCIAL, QUE TODOS JÁ APRENDEMOS DESDE O LANÇAMENTO, A MUITOS ANOS ATRÁS, COM O LANÇAMENTO DO CERÔMERO. VAMOS PASSAR A EXPLICAR!!!!

VEJAM SÓ, A ZIRCÔNIA FREZADA PELO SISTEMA CAD-CAM, POR INTERMÉDIO DO COMPUTADOR, JÁ É PREVISTO O QUE ACONTECERÁ DE CONTRAÇÃO, POR OCASIÃO DA SINTERIZAÇÃO. ISTO INDICA QUE A ESTRUTURA SAIRÁ COMPLETAMENTE ADAPTADA, E JUSTA NOS PREPAROS DENTAIS. COM ISTO, QUANDO O DENTISTA PROVA A ESTRUTURA, ANTES DE MONTAR A CERÂMICA, ELE PODE FAZER A CHECAGEM DA ARTICULAÇÃO, SEM PROBLEMA ALGUM.

TODAVIA, VEJAM QUE NO TRABALHO COM NOSSAS BASES FREE METAL, SEJA PARA ALUMINA E, OU ZIRCÔNIA, OS SENHORES DEVEM LEMBRAR QUE FAZEMOS UM “SPACE” DE MANTEIGA DE CACAU, PARA QUE POSSAMOS SACA-LAS DOS PREPAROS DENTAIS, ONDE FORAM FEITAS.

NOTE AGORA O MAIS IMPORTANTE, NOSSAS BASES FREE METAL, ALUMINA, OU ZIRCÔNIA, INFILTRADAS DE VIDRO DE BOROSILICATO DE LÂNTANIO E CÉRIO, PODEM E SE ASSEMELHAM AS FEITAS NO CAD-CAM, MAS PRECISAM TER LIGAÇÕES ENTRE ELEMENTO BASE E PÔNTICO, COM ESPESSURA DE 3,5 A 4 MILIMETROS. OUTRO FATOR, É QUE COMO ELAS POSSUEM UM SPACE, NÃO ESTARÃO INTEIRAMENTE, EM SUA PORÇÃO INTERNA, ISTO NÃO TEM QUE VER COM ADAPTAÇÃO DE CERVICAIS, E COM ISTO O DENTISTA PODE PROVA-LAS, QUANTO A ADAPTAÇÃO E CONFORMAÇÃO DE ARCO DENTÁRIO, MAS NÃO DEVERÁ PROCEDER “BATIDAS”DE ARTICULAÇÃO, NEM NA ESTRUTURA, OU NA COLOCAÇÃO DA PEÇA JÁ FEITA A MONTAGEM DE CERÂMICA, “SEM QUE ELA ESTEJA CIMENTADA, COM O CIMENTO DE ESCOLHA, POIS TODOS NÓS SEMPRE TIVEMOS CONSCIÊNCIA DE QUE TODA ESTRUTURA CERÂMICA SUPORTA FORÇA DE PRESSÃO, COMPRESSÃO,TODAVIA JAMAIS DE TORÇÃO E IMPACTOS COM ELAS FORA DE SEU LUGAR DE ADAPTAÇÃO ADEQUADA.

ATÉ MESMO OS TORNEIROS MECÂNICOS SABEM QUE QUANTO MAIS DURA FOR UMA BROCA, EM QUALQUER CHOQUE, ATÉ NA CAÍDA AO CHÃO, ELAS SE FENDEM OU PARTEM. ENTÃO NOS TODOS DEVEMOS ENTENDER QUE NOSSAS ESTRUTURAS, PARA QUE RECEBAM, NO CONSULTÓRIO, E ATÉ NO MODELO NO ARTICULADOR, BATIDAS COM FORÇA, SE NÃO FÔR COM DELICADEZA, PODEM PRODUZIR MICRO GRETAS, QUE POSTERIORMENTE TANTO O PROTÉTICO, COMO O DENTISTA, VÃO DIZER: A COROA, OU PONTE “QUEBROU”. QUEBROU, POIS COM A IMPRUDÊNCIA QUE HAVIAMOS JÁ COMETIDO.

AMIGOS POSSO LHES AFIRMAR QUE TODOS OS NOSSOS PRODUTOS TEEM MUITO TEMPO DE AVALIAÇÃO, EM BOCA, ANTES DE PODERMOS LANÇA-LOS NO MERCADO. E QUE FORAM TESTADOS POR DEPARTAMENTOS DE FÍSICA ESPECIALIZADOS.

ENTÃO VAMOS LER, VAMOS LER, E NOS LEMBRARMOS DO QUE JÁ DEVIAMOS SABER A MAIS DE 20 ANOS ATRÁS NO TEMPO DE LANÇAMENTO DO CERÔMERO.

NÓS DE NOSSA PARTE, CONTINUAMOS NOSSA LUTA PARA QUE EXISTA A POSSIBILIDADE DE COMPETIÇÃO, COM A OFERTA DE TRABALHOS E SERVIÇOS, POR TODOS OS PROTÉTICOS, E NOSSO NÃO A SOMENTE AQUELES QUE PODEM “INVESTIR PESADO”, E QUE MUITAS VEZES, É TRISTE, SEM O RETORNO NEM DO CAPITAL INVESTIDO. OLHEM O FORNO DO ART GLASS, OLHEM O SISTEMA TARGIS-VECTRIS, E ESPEREM O QUE TERÁ DE PROBLEMAS OS QUE INVESTEM PESADO, EM SISTEMAS SUPER CAROS, E QUE, COMO EM TUDO NA ATUALIDADE, SE TORNA RAPIDAMENTE ULTRAPASSADO, FALTANDO PEÇAS PARA CONCÊRTOS, OU TODOS TENDO QUE ENVIAR, A MUITO CUSTO PARA A ASSISTENCIA AUTORIZADA, E SE ELA NÃO TEM A PEÇA, QUIÇA, QUANDO CHEGARÁ DO ALEM MAR!!!

 

Seção cerâmica

FIX OPAQUER: RESINA QUE PODE SER MISTURADA AO OPACO, E COM ISTO O PROTÉTICO PODE CORRIGIR ZONAS QUE NÃO FICARAM BEM PINTADAS E PRECISARIAM UMA NOVA QUEIMA DE OPACO.

NA CORRERIA, PARA CASQUETES, O PROTÉTICO PODE PINTAR O OPACO COM O FIX OPAQUER E SEM FAZER A QUEIMA, MONTAR DE IMEDIATO A CERÂMICA E FAZER UMA ÚNICA QUEIMA.

TAMBEM PODE UTILIZAR O FIX OPAQUER PARA FAZER CARACTERIZAÇÕES NO OPAGO, E SEM QUEIMA, MONTAR A CERÂMICA SOBRE ELE.

LIQUIDO DE MODELAR CERÂMICA: LIQUIDO ESPECIAL, QUE DEIXA A CERÂMICA SEMPRE ÚMIDA. MESMO NO CASO DE MONTAGENS DE PONTES EXTENSAS DE 14 ELEMENTOS, NÃO SE PRECISARÁ ESTAR UMEDECENDO OS ELEMENTOS MONTADOS. ISTO É DE GRANDE VALOR, POIS AQUELES QUE UTILIZAM AGUA, A CERÂMICA FICA RESSEQUIDA E CADA VEZ QUE A UMEDECEMOS E ENXUGAMOS, ESTAMOS RETIRANDO OS GRÃOS MAIS FINOS E ISTO IMPLICARÁ NA CÔR FINAL DA CERÂMICA.

LIQUIDO DE GLASE: NOSSO LIQUIDO DE GLASE, MISTURADO AOS STEINS, PROPRIOS PARA GLASEAMENTO E ACÊRTO DE CÔRES NA CERÂMICA. TAMBEM PARA SER UTILIZADO COM O PÓ DE GLASE.

PÓ PARA GLASEAR: NOSSO PÓ PARA GLASEAR, PODE SER UTILIZADO EM QUALQUER CERÂMICA, NAS FELDESPATICAS, NAS CERÂMICAS COM ALUMINA, NAS CERÂMICAS DE ZIRCÔNIA, E NAS QUE SÃO MONTADAS EM METAL TITÂNIO. DEVE-SE USAR O GLASEAMENTO A PARTIR DE 820 GRAUS, NO ENTANTO SUGERIMOS QUE SE ADEQUE A CERÂMICA UTILIZADA. NOSSO POTE DE GLASE VEM COM 10 GRAMOS.

CERAMISOL:  LIQUIDO PARA O PROTÉTICO PASSAR NO MODELO DENTÁRIO PARA ISOLAR A CERÂMICA DO MODELO. DE FORMA NENHUMA A CERÂMICA FICARÁ GRUDADA AO MODELO. EXELENTE PARA SE FAZER OMBROS EM CERÂMICA E PARTE DEBAIXO DOS PONTICOS, EVITANDO GRUDAMENTO DA CERÂMICA NO MODELO. SUGERIMOS, COM O MODELO SECO, ANTES ISOLARMOS O MODELO COM ESMALTE BASE. ASSIM SE FECHARÃO OS POROS E O MODELO NÃO ABSORVERÁ O CERAMISOL.

NÃO HAVERÁ PROBLEMA SE O CERAMISOL SE MISTURAR A CERAMICA, POIS ISTO NÃO PROVOCARÁ ESBRANQUIÇAMENTO.

 

CERANCÔR Steins para cerâmica: NÓS  OFERECEMOS TODAS AS CORES DE PIGMENTOS PARA SEREM USADOS NA CORREÇÃO DA CÔR DA CERÂMICA POR OCASIÃO DO GLASEAMENTO, OUTRA UTILIZAÇÃO FANTÁSTICA DO CERANCÔR, É PARA COLORIR, PGMENTAR AS ESTRUTURAS FEITAS EM ZIRCONGLASS MASTER, ZIRCONGLASS, E CERANGLASS, APÓS TEREM SIDO INFILTRADAS DE VIDRO PARA LEVAR PARA A CÔR SOLICITADA PELO CLIENTE. NOSSO PIGMENTO É LIVRE DE ACIDO BÓRICO, O QUE FAZ COM QUE NÃO HAJA ACUMULO DE PLACA BACTERIANA. ESTES STEINS AINDA PODEM SER COLOCADOS EM PEQUENAS PORÇÕES MISTURADOS AO CERÔMERO, AMOLECIDO COM O LIQUIDO MODELAR BOND, PARA AJUSTAR A CÔR DO CERÔMERO, E USADO PARA PINTAR A ESTRUTURA FEITA DE FIBRA DE VIDRO PARA DEIXA-LA NA CÔR QUE MONTAREMOS O CERÔMERO. ELE É APRESENTADO NO FRASCO DE 5 GRAMOS.

ZIRCONCROMA: ESTE É UM ESMALTE CERÂMICO QUE PINTADO DE MANEIRA GENEROSA, E BEM DENSA, COMO UMA TINTA DE ARTISTA, UTILIZADA NA PINTURA DE QUADROS, LEVA A CERÂMICA PARA A CÔR QUE SE DESEJA. NÃO IMPORTA A CÔR EM QUE FOI FEITA A CERÂMICA, APLICADO O ZIRCON CROMA, A CÔR FINAL SERÁ A DO ESMALTE CERÂMICO UTILISADO, QUER SEJA EM ESCURECER DENTES QUER A CLAREAR DENTES COMO NA ESCALA DENTAL VITA.

LIQUIDO PARA MESCLAR E MODELAR BARBOTINA: LIQUIDO QUE UTILIZAREMOS PARA MISTURAR O PÓ DE BASE TANTO DA CERANGLASS, COMO DA ZIRCONGLASS, DEPOIS DE FEITO OS ELEMENTOS BASE, JÁ COM A COLOCAÇÃO DO TRAVESSÃO NO VÃO ONDE SERÃO COLOCADOS OS PÔNTICOS, PARA QUE A BARBOTINA FEITA ENTRE O PÓ DE BASE + O LIQUIDO MENCIONADO, FIQUE COMO SE FÔSSE UMA CERÂMICA NORMAL, E ASSIM SEJA FACIL A CONSTRUÇÃO DO RESTANTE DA SUBESTRUTURA. O LIQUIDO É O MESMO QUE O LIQUIDO DE MESCLAR BASE, TODAVIA É MAIS FINO E NÃO DEIXA TÃO LIGADO, COMO O PRIMEIRO. TODAVIA TENHAM A CERTEZA QUE ELE TAMBEM FARÁ QUE O RESTANTE DA ESTRUTURA FIQUE ARMADA E DURINHA, DEPOIS DE SECA-LA E EVAPORAÇÃO DA MANTEIGA DE CACAU.

TENSOATIVO PARA BARBOTINA: LIQUIDO QUE ELIMINA A TENSÃO SUPERFICIAL DA MANTEIGA DE CACAU, PARA COLOCARMOS A BARBOTINA, SEJA A TRADCERAM, CERANGLASS E ZIRCONGLASS. ENTÃO, DEPOIS DE PASSAR A MANTEIGA DE CACAU NOS ELEMENTOS BASE E NO LUGAR DOS PÔNTICOS, SE PASSA O TENSOATIVO, POIS A BARBOTINA SE ACAMARÁ PERFEITAMENTE, E COM LISURA.

 

CERANGLASS KIT: ESTE É UM KIT PARA QUE O PROTÉTICO FAÇA SUBESTRUTURAS DE ALUMINA PARA SER MONTADO EM CIMA CERÂMICA ALUMINIZADA. ESTA ESTRUTURA SUPORTA 400 Mpcal. O PROTÉTICO PODE FAZER COROAS, BASES PARA INLAY, ONLAY, BASE PARA LAMINADOS, E PONTES DE ATÉ TRÊS ELEMENTOS, TANTO ANTERIORES QUANTO POSTERIORES.

O CUIDADO QUE SE PRECISA TER É NA INFILTRAÇÃO DO VIDRO DE BOROSILICATO DE LÂNTANIO, VISTO QUE SE O PROTÉTICO INFILTRAR A MAIS DO NECESSÁRIO, A ESTRUTURA AO INVÉS DE SER DE ALUMINA, SE TRANSFORMARÁ EM SPINELL, OU UMA ESTRUTURA DE VIDRO, E SE TORNARÁ FRAGÍL.

TODAVIA SE SEGUIR TODOS OS PASSOS DO CATÁLOGO DELA, TERÁ UMA ESTRUTURA PERFEITA E ATINGIRÁ TODOS OS OBJETIVOS.

O sistema Ceranglass, é semelhante ao InCeran Alumina, e não ao sistema de alumina feito no sistema CAD CAM. Embora as aplicações  sejam de resultado semelhante, seria compararmos uma estrutura feita em ouro para cerâmica, de fácil e dócil acabamento a de uma estrutura feita em níquel cromo. A feita em Niquel cromo é bem mais dura ao acabamento, todavia as duas, a de ouro cerâmico, quanto a de Niquel cromo teem aplicações e resultados iguais.

TEMPERATURAS:

BARBOTINA: DE 500 GRAUS A 1120, SUBINDO A 50 GRAUS POR MINUTO, FICANDO A 1120 GRAUS POR 10 MINUTOS. TEMPO DE SUBIDA DE ELEVADOR E DESCIDA IGUAL A 4 MINUTOS

INFILTRAÇÃO DE VIDRO: DE 350 GRAUS A 1110, SUBINDO 35 GRAUS POR MINUTO. PASSANDO 20 MINUTOS A 1110 GRAUS. TEMPO DE SUBIDA ELEVADOR-4 MINUTOS, TEMPO DESCIDA 6 MINUTOS.

TODAS AS QUEIMAS SEM VÁCUO

Voltamos a relembrar: A CERANGLASS, É SEMELHANTE A INCERAN ALUMINA. ASSIM SENDO PODE SER TRABALHADA A TEMPERATURAS MAIS BAIXAS. NÂO DEVE SER COMPARADA AS ESTRUTURAS FEITAS SEGUNDO O SISTEMA CAD-CAM, POIS PARA ISTO NECESSITARIA DE EQUIPAMENTOS ESPECIAIS, CUSTOSOS, E DE DIFICIL TRABALHO E PRINCIPALMENTE DE REPAROS. OS REALIZADOS NO SISTEMA CAD-CAM, NÃO POSSUEM QUALQUER TIPO DE CONCÊRTO, NÃO PODEM SER SOLDADOS, CASO ALGUMA DIVERGENCIA NA HORA DE MOLDAGEM, OU AJUSTES POSTERIORES. TODAVIA NOSSO SISTEMA PERMITE QUALQUER SOLDAGEM, COMPLEMENTAÇÕES, AJUSTES, MESMO QUANDO DO TRABALHO TERMINADO E CERÂMICA MONTADA. NOSSO SISTEMA POSSUE OS MESMOS MODULOS DE COMPRESSÃO, TENSÃO, TORÇÃO, ELASTICIDADE, E PRINCIPALMENTE DUTILIDADE EM SEUS REPAROS. A GRANDE DIFERENÇA, FORA AS JÁ MENCIONADAS, É QUE PODERIA SER COMPARADA COM AS ESTRUTURAS DE OURO PARA CERÃMICA EM RELAÇÃO AO NIQUEL CROMO.

TRADCERAM: ESTA É UMA BASE FELDSPÁTICA, PARA SUBSTITUIR A ANTIGA MATRIZ  DE PLATINA QUE USÁVAMOS PARA MONTAR COROAS OCAS EM PORCELANA, E TAMBEM EVITAR QUE O PROTÉTICO TENHA QUE VAZAR UM MODELO EM MATERIAL REFRATÁRIO PARA MONTAR SUA COROA, OU INLAY E ONLAY.

SERÁ FACIL MONTAR O CASQUETE, E SUA SINTERIZAÇÃO É DE 500 A 990 GRAUS, DEIXANDO NESTA TEMPERATURA POR 10 MINUTOS. SUBIDA E DESCIDA DE ELEVADOR: 4 MINUTOS

O CASQUETE SERÁ FRAGIL, POIS CONFORME MENCIONEI É PARA SUBSTITUIR A MATRIZ DE PLATINA, OU MODELOS REFRATÁRIOS, QUE ACABAM QUEBRANDO BORDOS FINOS, QUANDO RETIRADOS.

ALÉM DISTO, O PROTÉTICO PODERÁ FAZER QUALQUER MODIFICAÇÃO, AJUSTES, NOVOS GLAZEAMENTOS, E NÃO HAVERÁ NENHUMA DEFORMAÇÃO NA COROA, NA INCRUSTAÇÃO REALIZADA.

DEPOIS DA SINTERIZAÇÃO DO COOPING, O PROTÉTICO PASSARÁ VASILINA NO TROQUEL, E USARÁ O LIQUIDO ENDURECEDOR DE BASE, PARA QUE POR CAPILARIDADE POSSA ENDURECER O CASQUETE FRAGIL E, NESTE MOMENTO FAZER QUAISQUER AJUSTES DE DESGASTE, DEIXANDO O CASQUETE ATÉ COM 0,2 DE MILIMETRO. ALÉM DISTO PODERA REPARAR E RECORTAR PARTE DOS BORDOS CERVICAIS PARA DEIXAR O VEDAMENTO EM CERÂMICA. APÓS ISTO PODER MONTAR A CERÂMICA SEM PROBLEMAS.

DEPOIS DE MONTADA A CERÂMICA  E GLAZEADA, DEVE-SE VOLTAR A ENDURECER O CASQUETE COM O LIQUIDO ENDURECEDOR DE BASE, POIS TORNARÁ O CASQUETE TRANSLÚCIDO, E FARÁ O BOND DE LIGAÇÃO ENTRE A CERÂMICA E TAMBEM O CIMENTO DUAL QUE O DENTISTA USARÁ.

OBS: MUITOS PROTÉTICOS PREFEREM, DEPOIS DOS ELEMENTOS ESTAREM GLAZEADOS, DAR UM JATO DE OXIDO E COM ISTO RETIRAR O CASQUETE DE TRADCERAM, QUE ESTANDO ULTRAFINO, NÃO TERÁ QUALQUER PROBLEMA COM A ADAPTAÇÃO, PRINCIPALMENTE OS BORDOS FINAIS TENDO FICADO, NO VEDAMENTO EM CERÂMICA. MUITOS AVALIAM QUE ESTA É A MELHOR MANEIRA DE SE UTILIZAR, VISTO QUE A CIMENTAÇÃO SE FARÁ COM CIMENTO DUAL E SERÁ FEITA DE FACE DE PREPARO DIRETAMENTE COM A CERÂMICA. A RAZÃO DISTO É EVITAR POSSIVEL QUEBRA DO ELEMENTO FEITO, VISTO QUE O CASQUETE DE TRADCERAM SERÁ COMO UM COLÇHÃO, ENTRE CERÂMICA E PREPARO. ENTÃO, ACONSELHAMOS QUE ISTO SEJA FEITO

ENTÃO FICA CLARO QUE NÃO É UM CASQUETE PARA FICAR “DURO” MAS PARA SERVIR DE BASE PARA COROAS OCAS E RESTAURAÇÕES SEM METAL.

O MAIS IMPORTANTE É QUE NESTA BASE PODE-SE MONTAR A CERAMICA TRADICIONAL PARA METALO-CERAMICA. ISTO SIGNIFICA QUE NÃO É NECESSÁRIA A MONTAGEM DE CERÂMICA ALUMINIZADA, NO ENTANTO O FATO SURPREENDENTE É QUE O PROTÉTICO TAMBEM, SE DESEJADO MONTAR CERÂMICA ALUMINIZADA SOBRE O CASQUETE DE TRADCERAM, E ISTO SATISFAZ A MUITOS, POIS SABEMOS QUE A ALUMINA EXISTENTE, FAZ DA CERÂMICA UMA CERÂMICA MAIS RESISTENTE, EM CERCA DE 65%, E GOSTARÍAMOS DE AVISA-LOS QUE NA QUESTÃO DE LENTES DE CONTATO, COM A BASE DA TRADCERAM, COM ESPESSURA DE 0,1,0,2 DE MILIMETROS, PODE-SE MONTAR TAMBEM A CERÂMICA DE ZIRCÔNIA.

ZIRCONGLASS: BASE DE BARBOTINA, COM ZIRCÔNIA TETRAGONAL, PASSIVADA COM OXIDO DE YTREA, E OXIDO DE CERIO. ACOMPANHA LIQUIDO DE MESCLAR BARBOTINA, PARA SER MISTURADA COM O PÓ. ESTA BARBOTINA SERÁ INFILTRADA COM VIDRO DE BOROSILICATO DE LÂNTANIO. NÃO PRECISA DE NENHUM EQUIPAMENTO ESPECIAL, PODE SER FEITA NO FORNO COMUM DE SINTERIZAR CERÂMICA. DEPOIS DE SINTERIZADO O VIDRO, ELA TERÁ O MODULO FLEXURAL POR VOLTA DE 900 Mpal. COMO TEM LIGAÇÃO COM ALUMINA, PODEMOS UTILIZAR A CERÂMICA ALUMINIZADA PARA MONTARMOS POR CIMA DESTA SUBESTRUTURA.

NO KIT ACOMPANHARÁ O LIQUIDO PARA MESCLAR E MODELAR BARBOTINA, PARA QUE DEPOIS DE FIXADO O TRAVESSÃO E FEITO OS COPPINGS COM PÓ PARA BASE E LIQUIDO DE MESCLAR BARBOTINA, O RESTANTE DA ESTRUTURA PODE SER FEITA COM O PÓ MISTURADO COM ESTE LIQUIDO O QUE TORNARÁ  A BARBOTINA, COMO UMA CERÂMICA, E FACILITARÁ A MONTAGEM.

TAMBEM ACOMPANHA O TENSOATIVO PARA BARBOTINA, POIS DEPOIS DO ISOLAMENTO DOS PREPAROS E ZONAS DE PÓNTICOS, COM MANTEIGA DE CACAU, PODEMOS PASSAR ESTE TENSOATIVO E COM ISTO A BARBOTINA SE ACAMARÁ PERFEITAMENTE, DANDO LISURA INTERNA.

Obs: A ZIRCONGLASS, É SEMELHANTE A INCERAN ZIRCÔNIA. ASSIM SENDO PODE SER TRABALHADA A TEMPERATURAS MAIS BAIXAS. NÂO DEVE SER COMPARADA AS ESTRUTURAS FEITAS SEGUNDO O SISTEMA CAD-CAM, POIS PARA ISTO NECESSITARIA DE EQUIPAMENTOS ESPECIAIS, CUSTOSOS, E DE DIFICIL TRABALHO E PRINCIPALMENTE DE REPAROS. OS REALIZADOS NO SISTEMA CAD-CAM, NÃO POSSUEM QUALQUER TIPO DE CONCÊRTO, NÃO PODEM SER SOLDADOS, CASO ALGUMA DIVERGENCIA NA HORA DE MOLDAGEM, OU AJUSTES POSTERIORES. TODAVIA NOSSO SISTEMA PERMITE QUALQUER SOLDAGEM, COMPLEMENTAÇÕES, AJUSTES, MESMO QUANDO DO TRABALHO TERMINADO E CERÂMICA MONTADA. NOSSO SISTEMA POSSUE OS MESMOS MODULOS DE COMPRESSÃO, TENSÃO, TORÇÃO, ELASTICIDADE, E PRINCIPALMENTE DUTILIDADE EM SEUS REPAROS. A GRANDE DIFERENÇA, FORA AS JÁ MENCIONADAS, É QUE PODERIA SER COMPARADA COM AS ESTRUTURAS DE OURO PARA CERÃMICA EM RELAÇÃO AO NIQUEL CROMO.

 

TEMPERATURAS:

BARBOTINA: DE 500 GRAUS A 1135, SUBINDO A 55 GRAUS POR MINUTO, FICANDO A 1135 GRAUS POR 15 MINUTOS. TEMPO DE SUBIDA DE ELEVADOR E DESCIDA IGUAL A 4 MINUTOS

INFILTRAÇÃO DE VIDRO: DE 350 GRAUS A 1120, SUBINDO 35 GRAUS POR MINUTO. PASSANDO 20 MINUTOS A 1120 GRAUS. OU MELHOR AINDA PARA OS QUE POSSUEM FORNOS MAIS NOVOS.

INICIO DE QUEMA A 350 GRAUS, INDO ATÉ 980 GRAUS, DEIXAR AÍ POR 20 MINUTOS, APÓS SUBIR A 1120 GRAUS, DEIXANDO POR MAIS 20 MINUTOS, E A SUBIDA DO FORNO SEMPRE A 35 GRAUS.

TEMPO DE SUBIDA ELEVADOR-4 MINUTOS, TEMPO DESCIDA 6 MINUTOS

TODAS AS QUEIMAS SEM VÁCUO

 

 

*** TANTO A TRADCERAM, A CERANGLASS E ZIRCONGLASS, PODEM SER PREPARADAS, PÓ E LIQUIDO DE MESCLAR BARBOTINA, SEM NECESSIDADE DE ULTRASSOM. O RESTANTE DA BARBOTINA QUE SOBRAR, DEVERÁ SER GUARDADA NUM POTE E COLOCADA NA PORTA DA GELADEIRA PARA USO POSTERIOR.

O VIDRO DE BOROSILICATO DE LÂNTANIO DEVERA SER PREPARADO UTILIZANDO-SE O LIQUIDO PARA MODELAR CERÂMICA, OU AGUA DESTILBRADA. O QUE SOBRAR PODE VOLTAR PARA O POTE DO VIDRO DE INFILTRAÇÃO.

OUTRA DICA :NO TOCANTE A TRADCERAM, NÃO EXISTE VIDRO PARA INFILTRAR. É SOMENTE UMA BASE REFRATÁRIA COM BASE FELDSPÁTICA PARA MONTAGEM DE COROAS OCAS. COMO NESTE CASO O CASQUETE PODE SER FEITO COM CÊRCA DE 0,3 DE MILIMETRO, O CASQUETE SERÁ EXTREMAMENTE FINO, E COM ISTO ALGUNS PROTÉTICOS, DEPOIS DO GLASEAMENTE, PREFEREM TIRAR COM BROCA DIAMANTADA A BASE DE TRADCERAM, JATEAR, E DEPOIS DE CONDICIONAR A PARTE INTERNA, TENDO VASILINADO O TROQUEL, COLOCBR DELTA FIBER MASSA, VOLTAR AO TROQUEL, RETIRAR O EXCESSO E DEPOIS FOTOPOLIMERIZAR. DESTA FORMA NÃO FICARÁ COM A BASE DE TRADCERAM

ZIRCONGLASS MASTER: BASE DE BARBOTINA, COM ZIRCÔNIA TETRAGONAL, PASSIVADA COM OXIDO DE YTREA,  OXIDO DE CERIO E ACRESCENTADA DE OXIDO DE MAGNÉSIO. ACOMPANHA LIQUIDO DE MESCLAR BARBOTINA, PARA SER MISTURADA COM O PÓ. ESTA BARBOTINA SERÁ INFILTRADA COM VIDRO DE BOROSILICATO DE LÂNTANIO E CÉRIO. NÃO PRECISA DE NENHUM EQUIPAMENTO ESPECIAL, PODE SER FEITA NO FORNO COMUM DE SINTERIZAR CERÂMICA. DEPOIS DE SINTERIZADO O VIDRO, ELA TERÁ O MODULO FLEXURAL POR VOLTA DE 990 Mpal. COMO TEM LIGAÇÃO COM ALUMINA, PODEMOS UTILIZAR A CERÂMICA ALUMINIZADA PARA MONTARMOS POR CIMA DESTA SUBESTRUTURA.

NO KIT ACOMPANHARÁ O LIQUIDO PARA MESCLAR E MODELAR BARBOTINA, PARA QUE DEPOIS DE FIXADO O TRAVESSÃO E FEITO OS COPPINGS COM PÓ PARA BASE E LIQUIDO DE MESCLAR BARBOTINA, O RESTANTE DA ESTRUTURA PODE SER FEITA COM O PÓ MISTURADO COM ESTE LIQUIDO O QUE TORNARA  A BARBOTINA, COMO UMA CERÂMICA, E FACILITARÁ A MONTAGEM.

TAMBEM ACOMPANHA O TENSOATIVO PARA BARBOTINA, POIS DEPOIS DO ISOLAMENTO DOS PREPAROS E ZONAS DE PÓNTICOS, COM MANTEIGA DE CACAU, PODEMOS PASSAR ESTE TENSOATIVO E COM ISTO A BARBOTINA SE ACAMARÁ PERFEITAMENTE, DANDO LISURA INTERNA.

Obs: A ZIRCONGLASS, É SEMELHANTE A INCERAN ZIRCÔNIA. ASSIM SENDO PODE SER TRABALHADA A TEMPERATURAS MAIS BAIXAS. NÂO DEVE SER COMPARADA AS ESTRUTURAS FEITAS SEGUNDO O SISTEMA CAD-CAM, POIS PARA ISTO NECESSITARIA DE EQUIPAMENTOS ESPECIAIS, CUSTOSOS, E DE DIFICIL TRABALHO E PRINCIPALMENTE DE REPAROS. OS REALIZADOS NO SISTEMA CAD-CAM, NÃO POSSUEM QUALQUER TIPO DE CONCÊRTO, NÃO PODEM SER SOLDADOS, CASO ALGUMA DIVERGENCIA NA HORA DE MOLDAGEM, OU AJUSTES POSTERIORES. TODAVIA NOSSO SISTEMA PERMITE QUALQUER SOLDAGEM, COMPLEMENTAÇÕES, AJUSTES, MESMO QUANDO DO TRABALHO TERMINADO E CERÂMICA MONTADA. NOSSO SISTEMA POSSUE OS MESMOS MODULOS DE COMPRESSÃO, TENSÃO, TORÇÃO, ELASTICIDADE, E PRINCIPALMENTE DUTILIDADE EM SEUS REPAROS. A GRANDE DIFERENÇA, FORA AS JÁ MENCIONADAS, É QUE PODERIA SER COMPARADA COM AS ESTRUTURAS DE OURO PARA CERÃMICA EM RELAÇÃO AO NIQUEL CROMO.

 

TEMPERATURAS:

BARBOTINA: DE 500 GRAUS A 1150, SUBINDO A 55 GRAUS POR MINUTO, FICANDO A 1150 GRAUS POR 20 MINUTOS. TEMPO DE SUBIDA DE ELEVADOR E DESCIDA IGUAL A 4 MINUTOS

INFILTRAÇÃO DE VIDRO: DE 350 GRAUS A 1135, SUBINDO 35 GRAUS POR MINUTO. PASSANDO 1,40 HORAS, A 1135 GRAUS. OU MELHOR AINDA PARA OS QUE POSSUEM FORNOS MAIS NOVOS.

TEMPO DE SUBIDA ELEVADOR-4 MINUTOS, TEMPO DESCIDA 6 MINUTOS

TODAS AS QUEIMAS SEM VÁCUO

 

 

*** TANTO A TRADCERAM, A CERANGLASS E ZIRCONGLASS, PODEM SER PREPARADAS, PÓ E LIQUIDO DE MESCLAR BARBOTINA, SEM NECESSIDADE DE ULTRAZSSOM. O RESTANTE DA BARBOTINA QUE SOBRAR, DEVERÁ SER GUARDADA NUM POTE E COLOCADA NA PORTA DA GELADEIRA PARA USO POSTERIOR.

O VIDRO DE BOROSILICATO DE LÂNTANIO E CÉRIO, DEVERA SER PREPARADO UTILIZANDO-SE O LIQUIDO PARA MODELAR CERÂMICA, OU AGUA DESTILBRADA. O QUE SOBRAR PODE VOLTAR PARA O POTE DO VIDRO DE INFILTRAÇÃO.

OUTRA DICA :NO TOCANTE A TRADCERAM, NÃO EXISTE VIDRO PARA INFILTRAR. É SOMENTE UMA BASE REFRATÁRIA COM BASE FELDSPÁTICA PARA MONTAGEM DE COROAS OCAS. COMO NESTE CASO O CASQUETE PODE SER FEITO COM CÊRCA DE 0,3 DE MILIMETRO, O CASQUETE SERÁ EXTREMAMENTE FINO, E COM ISTO ALGUNS PROTÉTICOS, DEPOIS DO GLASEAMENTE, PREFEREM TIRAR COM BROCA DIAMANTADA A BASE DE TRADCERAM, JATEAR, E DEPOIS DE CONDICIONAR A PARTE INTERNA, TENDO VASILINADO O TROQUEL, COLOCBR DELTA FIBER MASSA, VOLTAR AO TROQUEL, RETIRAR O EXCESSO E DEPOIS FOTOPOLIMERIZAR. DESTA FORMA NÃO FICARÁ COM A BASE DE TRADCERAM

ZIRCONBASE CZR – A ZIRCONBASE CZR É ESPECÍFICA PARA MONTAGEM DE PORCELANA DE ZIRCÔNIA. OUTRA CERÂMICA NÃO PODE SER MONTADA NELA. É EXTREMAMENTE PRÁTICA, POIS SOMENTE SE FARÁ UMA MONTAGEM DE BARBOTINA, SE FARÁ A SINTERIZAÇÃO COMEÇANDO DE 500 GRAUS A 1100 GRAUS, “COM VÁCUO”, E DEPOIS É SOMENTE SE FAZER A MONTAGEM DA CERÂMICA. DEPOIS DE MONTAR O CASQUETE, OU PONTE, LEVANDO-SE EM CONTA DA GROSSURA DOS ELEMENTOS QUE LIGAM CASQUETE A PÔNTICO, SE FAZ UMA AGUA DE BARBOTINA E DEIXA O CASQUETE OU PONTE, BEM LISA. A QUEIMA REVELARÁ UMA BASE ELEGANTE, LISA E SUPER FORTE.

FIBRAS DE VIDRO: POSSUIMOS TRES TIPOS DE VIBRAS DE VIDRO

·         FIBRA ALFA – FIBRAS UNIDIRECIONAIS EM FORMA DE TRAVESSÃO, PARA LIGAR UM ELEMENTO BASE AO OUTRO E FAZER O TRAVESSÃO DA PONTE.

VEM EM ESTOJO COM E TARUGOS DE 5 CM, E DARÁ PARA FAZER 10 ESTRUTURAS DE PONTE.

O QUE SOBRAR, DEVE SER GUARDADO PARA COLOCAR-SE SOB A ESTRUTURA DE INLAYS E ONLAYS  QUE SÃO FINAS PARA DAR ESTRUTURA DE DUREZA A ESTAS RESTAURAÇÕES.

·         FIBRA BETA – COMPOSTO DE CERÔMERO COM FIBRA DE VIDRO EM PÓ, PARA SER COLOCADA NA REGIÃO CERVICAL E FUNDO DOS PÔNTICOS, EVITANDO-SE ASSIM QUE EM ALGUM DESGASTA FEITO NESTAS REGIÕES, PARA AJUSTE NA BOCA, EVITE DE SOLTAR-SE ALGUMA FÊRPA DE FIBRA E ESTA CRAVE NA GENGIVA, CAUSANDO INFLAMAÇÃO NESTA REGIÃO.

·         FIBRA DELTA MASSA – COMPOSTO DE CERÔMERO COM RETALHOS DE FIBRA MULTIDIRECIONAL, PARA CONFECÇÃO DE COPPINS E ESTRUTURAS COMPLEMENTARES DOS PONTICOS, SEMELHANTE A UMA ESTRUTURA DE METAL PARA METALO CERÂMICA, EVITANDO ASSIM A QUEBRA DO CERÔMERO DE COBERTURA.

PARA VER A APLICAÇÃO DE CADA UMA DESTAS FIBRAS É IMPORTANTE VER NO SITE A SEÇÃO CERÔMERO E APRENDER O MÉTODO DE APLICAÇÃO DE CADA UMA E CONFORMAÇÃO DA SUBESTRUTURA, SEM NECESSIDADE DE EQUIPAMENTO DE PRENSAGEM E CONFORMAÇÃO DAS FIBRAS.

GENGI FOTO: CERÔMERO NA CÔR RMV, PARA GENGIVAS ARTIFICIAIS E CONCERTOS EM DENTADURAS, APÓS A UTILIZAÇÃO DO UMEDECIMENTO COM O MODELAR BOND.

SETOR CERÔMERO

GLASE SELANTE: UMA LIGA DE RESINAS PARA SELAR E GLASEAR CERÔMEROS E RESINAS METACRILICAS, COMO DENTADURAS E PPRS.

ESTE GLASE SELANTE PODE SER USADO PARA ABRILHANTAR E SELAR REEMBASAMENTOS COM SOFT CONFORTO, PARA EVITAR SEU ENDURECIMENTO E ACÚMULO DE PLACAS BACTERIANAS.

É NA VERDADE UM GLASE FANTÁSTICO E PODERÁ SER COMPROVADO MESMO COM MESES E MESES O TRABALHO EM BOCA.

OBS: SEMPRE AGITAR O LIQUIDO ANTES DE PROCEDER O GASEAMENTO, PARA MISTURA DAS DIVERSAS FASES DE RESINAS COMPONENTES. OUTRO FATOR, COLOCAR UMA CAMADA GENEROSA, TODAVIA NÃO FICAR DANDO MAIS OUTRAS PINCELADAS. RETOQUE SOMENTE QUANDO O PRIMEIRO GLASEAMENTO ESTIVER INTEIRAMENTE POLIMERIZADO.

SEPARATOR BLUE: ISOLANTE À BASE DE PLASTICO, PARA SER USADO NOS ISOLAMENTOS DOS MODELOS PARA FAZER CERÔMERO E PRINCIPALMENTE PARA A CONFORMAÇÃO DE SUBESTRUTURAS DE FIBRA. ALEM DE ISOLAR ELE ELIMINARÁ COM ALGUMA RETENÇÃO E CONCAVIDADE.

MODELAR BOND: LIQUIDO QUE OBJETIVA SER PASSADO SOBRE CERÔMEROS E ESTRUTURAS DE FIBRAS QUE PRECISARAM SER DESGASTADOS, PARA REFAZER A CAMADA DE DISPERSÃO, PARA UNIÃO COM O PROXIMO CERÔMERO A SER APLICADO. PODE TAMBEM SER UTILIZADO PARA AMOLECER A PASTA DE CERÔMERO E ASSIM TORNA-LO COMO UMA PASTA RALA PARA SER PINTADO, TANTO EM CERÔMERO COMO EM ESTRUTURAS DE VIDRO CORRIGINDO A CÔR.

SETOR FUNDIÇÃO

ANTI BOLHAS: ELIMINADOR DE TENSÃO SUPERFICIAL PARA SER USADO E PINTADO NAS ESTRUTURAS ESCULPIDAS EM CERA OU RESINA, ANTES DE COLOCAR-SE O REVESTIMENTO, PARA EVITAR BOLHAS. PODE TAMBEM SER BORRIFADO NAS MOLDAGENS VINDAS DO CONSULTÓRIO E ASSIM SE EVITARÁ A CONFECÇÃO DE MODELOS DE GÊSSO COM BOLHAS.

REVEST FILM: PÓ E LIQUIDO, QUE DEVE SER MANIPULADO E “PINTADO” DENTRO E FORA DAS ESTRUTURAS A SEREM INCLUIDAS, TAMBEM NOS CANAIS DE SPRUAMENTO, POIS DARÁ LISURA ÀS SUPERFICIES, EVITANDO A FORMAÇÃO DE BOLHAS E REBARBAS, ALÉM DE QUE EVITARÁ A FORMAÇÃO CAMADA OXIDADA NESTAS ESTRUTURAS E AS FUNDIÇÕES SAIRÃO BEM CLARINHAS. APÓS PINTAR-SE AS ESTRUTURAS A SEREM FUNDIDAS, PODE-SE USAR REVESTIMENTOS MAIS BARATOS, PARA COMPLEMENTAR O ANEL DE FUNDIÇÃO.

SOLDA LUC´SOL: SOLDA EM PASTA, CONTENDO 10 GRAMOS. ELA DEVE SER ENTULHADA NO LOCAL A SER SOLDADO, E DEIXAR UM EXCESSO. FUNDE E CORRE COM FACILIDADE, E DEPOIS DE FUNDIDA E SOLDADA A REGIÃO, SÓ VOLTARÁ A FUNDIR OU DEFORMAR APÓS 1300 GRAUS. TANTO SERVE PARA SOLDAGEM DE NIQUEL CROMO COMO DE CROMO COBALTO.

MATRIZ LUC´SOL: MATRIZES FINISSIMAS DE NIQUEL CROMO, PARA SEREM ACOMODADAS EM REGIÕES QUE FALHARAM NUMA FUNDIÇÃO E ASSIM CORRER-SE SOLDA POR CIMA, EVITANDO A NECESSIDADE DE NOVA ESCULTURA E FUNDIÇÃO.

MICRO RETENÇÕES: MICRO ESFERAS DE POLIETILENO, PARA SERVIR DE RETENÇÃO MECÂNICA PARA COROAS VENNER, E ESTRUTURAS METÁLICAS SOBRE AS QUAIS SERÃO MONTADOS ELEMENTOS CERÔMERICOS. DEPOIS DA ESTRUTURA ESCULPIDA, PASSA-SE ESMALTE BASE SOBRE ELA E BORRIFA-SE AS PEROLAS RETENTIVAS, OU MICRO RETENÇÕES.

 

 

SETOR RESINAS ESPECIAIS

ÔMEGA FLEX: RESINA SEMI FLEXIVEL, COM BASE METACRILICA, PARA CONFECÇÃO DE ESTRUTURAS DE PPRS COM GRAMPOS FLEXIVEIS E ESTÉTICOS. COMO É UMA LIGA DE RESINA METACRILICA COM POLIETILENO DE BAIXA DENSIDADE COM LIGAÇÃO COM O ETILENO ACETATO DE VINILA, SENDO ASSIM ELA É UM POLIETIL DIMETACRILATO NÃO NECESSITA QUE SE FURE OS DENTES, POIS TERÃO PLENA LIGAÇÃO QUIMICA COM A BASE. COM A ADIÇÃO FEITA DE ELEMENTOS ESPECIAIS, PODE-SE FAZER ESTAS ESTRUTURAS COMO SE FOSSEM AUTOPOLIMERIZAVEIS, POIS ESTES ELEMENTOS PORÃO PARA FORA TODAS AS BOLHAS, E AUTOPRENSARÃO AS PARTICULAS. DESTA FORMA TEREMOS ESTRUTURAS LIVRES DE BOLHAS E PLENAMENTE PRENSADAS, SEM A NECESSIDADE DE EQUIPAMENTO ESPECIAL.

            O LIQUIDO PARA QUE PROVOQUE AUTO PRENSAGEM E ELIMINAÇÃO DE QUAISQUER POROSIDADES INTERNAS, É CONSTITUIDO DE             VÁRIOS ELEMENTOS ALTAMENTE ESPECIAIS, COMO METIL METACRILATO DE METILA, TRIETILENO GLICOL DIMETACRILATO, DIBUTIL FTALATO,

CICLOHEXILDIÁCIDO ESTER DIISONONIL, E ASSIM, PRECISA, O LIQUIDO, SER ACONDICIONADO E CONSERVADO EM REFRIGERAÇÃO A – 20 GRAUS CENTÍGRADOS, COMO A BANDEJA ABAIXO DO CONGELADOR, NA GELADEIRA.

SE ISTO NÃO OCORRER, O LIQUIDO EXPOSTO A LUZ E CALOR, COMO NA MAIORIADOS ESTADOS NORDESTINOS, DO BRASIL, IRÁ INEVITAVELMENTE ENDURECER, PEDRAR, SE AUTO POLIMERIZAR SOZINHO. NÓS DA FABRICA NÃO NOS RESPONSABILIZAMOS EM REPOR ESTE LIQUIDO, POIS SABEMOS QUE A MAIORIA NÃO AGE DA MANEIRA ADEQUADA.                        

POSSUIMOS OS FRASCOS DE RESINA NAS CORES: ROSA CLARO, ROSA MÉDIO VEIADO, ROSA BLACK, INCOLOR, E NAS CORES A1,A2,A3,5,C3. POSSIBILITANDO ASSIM QUE SE FAÇA UMA PEÇA TOTALMENTE CARACTERIZADA. ELA TERÁ FLEXBILIDADE NECESSÁRIA, E AGIRÁ COMO UMA INFRA ESTRUTURA DE PPR FEITA EM METAL.

Possuimos fibras em tarugos finos, na côr rosa médio veiado, que podem ser colocados para reforçar os grampos e zonas de barra lingual inferior, e assim aumentar em muito sua resistência. Pode se usar um fotopolimerizador comum e por 30 segundos, para endurecer as fibras.

NÃO DE DEVE TENTAR QUEBRA-LA, POIS COM ESFÔRÇO ISTO ACONTECERÁ, POIS A INTEGRIDADE TOTAL VIRÁ COM A APLICAÇÃO DOS DENTES E GENGIVA. DEVE-SE RESPEITAR O DELINEAMENTO E ZONAS DE RETENÇÃO A MAIS, ALEM DOS LOCAIS DE ZONA DE RETENÇÃO NAS PONTAS DOS GRAMPOS DEVEM SER ALIVIADOS. ESTA RESINA SE POLIMERIZA A FRIO, SEM ESOTERMIA, E PODEMOS FAZER QUAISQUER CONSÊRTOS NELA, INCLUSIVE NA BOCA.

ELA TEM FLEXIBILIDADE, SEM SER TOTALMENTE FLEXIVEL, POIS AS TOTALMENTE FLEXIVEIS DE PMMA OU DE POLIAMIDA, NÃO PODEM SER CONSERTADAS, REEMBASADAS, E CARACTERIZADAS, ALÉM DE QUE OS DENTES DEVEM SER PERFURADOS EM TRES LADOS. ISTO FAZ COM QUE SE HOUVER DESLOCAMENTO DOS DENTES, NÃO SE PODERÁ CONSERTA-LOS, ALÉM DE QUE VISTO SEREM SEMELHANTES AOS BICOS PARA CRIANÇAS, EM TÊRMOS DE MATERIAL, SÃO DEFORMÁVEIS E SOFREM RELAXAMENTO DE USO. O LIQUIDO A SER UTILIZADO É O PROPRIO DELA, O “LIQUIDO ÔMEGA FLEX”. É TOTALMENTE BIOCOMPATIVEL.

LIQUIDO FOTO: ESTE LIQUIDO, EMBORA SEJA PROPRIO PARA SER UTILIZADO COM A RESINA ÔMEGA CRIL, TORNARÁ QUALQUER RESINA, DE USO EM SEU LABORATÓRIO, SEJA TERMOPOLIMERIZAVEL, OU TERMOPOLIMERIZAVEL,EM RESINA FOTOPOLIMERIZAVEL. COM ISTO SERÁ FACÍLIMO FAZER ACRILIZAÇÕES DE DENTADURAS E PPRS E ESTARÃO PRONTAS EM QUESTÃO DE POUCOS MINUTOS. DEPOIS DE CADA APLICAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO, SOMENTE POR CINCO MINUTOS OU MENOS, DEPENDENDO DO FOTO POLIMERIZADOR, ESTARÃO PLENAMENTE POLIMERIZADAS. O PROTÉTICO TEM COMO FAZER PEÇAS SEM REBARBAS, E DAR TODO ACABAMENTO E ESCULTURAS NAS PEÇAS. DEPOIS DISTO, SOMENTE UM BORRACHAMENTO E POLIMENTO. AS PEÇAS NÃO TERÃO BOLHAS INTERNAS E ESTARÃO COMO UMA RESINA PRENSADA. É ESPECIAL PARA CONFECÇÃO DE PROVISÓRIOS.

LIQUIDO TERMO: ESTE LIQUIDO É PARA SER UTILIZADO NAS RESINAS QUE SERÃO POLIMERIZADAS PELA TECNICA TERMO PNEUMO HIDRAULICA. EMBORA SE ESPECIAL PARA USO COM A RESINA ÔMEGA CRIL, PODE SER UTILIZADA COM QUALQUER OUTRA RESINA. TAMBEM PODE SER UTILIZADA PARA CONFECÇÃO DE OUTRAS FORMAS. FAVOR VER SITE, NO SETOR ÔMEGA CRIL.

RESINA ÔMEGA CRIL: APRESENTADA NAS CORES: ROSA CLARO, ROSA MÉDIO VEIADO, ROSA BLACK E INCOLOR. ESTA RESINA, VISTO TER TODOS OS INICIADORES, OU ATIVADORES, PODE SER FEITA DE MANEIRA FOTO POLIMERIZAVEL, TERMOPOLIMERIZAVEL, E AUTOPOLIMERIZAVEL. VISTO TER ELEMENTOS ESPECIAIS, NÃO ABRIGA BOLHAS DE AR,  FICANDO POROSA, E SE AUTO   PRENSA. É FANTÁSTICA PARA CONFECÇÃO DE ACRILIZAÇÕES DE DENTADURAS E ACRILIZAÇÕES DE PPRS.

SETOR DIVERSOS

DETECTOR MARK: CARBONO LIQUIDO, À BASE DE AGUA, PARA SER PINTADO SOBRE O MODELO DENTÁRIO E ASSIM MARCAR INTERNAMENTE AS PEÇAS, PARA QUE O PROTÉTICO POSSA FAZER AJUSTES  INTERNOS E DEIXAR AS PEÇAS PLENAMENTE ADAPTADAS.

DETECTOR FILM: CARBONO LIQUIDO, QUE NÃO É A BASE DE AGUA, E SERÁ PINTADO DENTRO DAS ESTRUTURAS CONFECCIONADAS, PARA AO MARCAR INTERNAMENTE, O DENTISTA OU PROTÉTICO PODE FAZER OS AJUSTES NECESSÁRIOS. ELE PODE SER LIMPO COM ALCOOL OU LIQUIDO ACRILICO. ÓTIMO PARA AJUSTAR FUNDIÇÕES DE COROAS E PONTES EM METAL E ADAPTAÇÃO DE ESTRUTURAS METÁLICAS DE PPRS.

CERA PLASTICA: CERA COM PLASTICIDADE E EFEITO MEMÓRIA PARA ESCULTURA DE ESTRUTURAS PARA METALO CERÂMICA. TEM TOTAL PLASTICIDADE.

CERA SLAYCRIS: CERA MACIA, COM LEVE PLASTICIDADE, E PROPRIA PARA ESCULTURA DENTAL DE RESTAURAÇÕES, COROAS E PONTES, QUANDO O PROTÉTICO ESCULPIRA O DENTE COM CUSPEDIS, SULCOS E FACES.

CERA COLANTE: CERA QUE PODE SER ESPALHADA EM LEVE PORÇÃO SOBRE O MODELO E COLARÁ, OU FIXARÁ DENTES ACRILICOS, OU EM CERA PARA CONFECÇÃO DE PONTES PROVISÓRIAS E ELEMENTOS PÔNTICOS EM PEÇAS ESCULPIDAS PARA INFRA ESTRUTURAS A SEREM FUNDIDAS.

ADEREX: LIQUIDO ADERENTE, A SER PINTADO NOS MODELOS REPRODUZIDOS PARA ESCULTURA DE PPRS PARA PROMOVER A ADERENCIA DOS FIOS DE CERA. SUBSTITUI OS BANHOS NAS CÓPIAS EM REFRATÁRIO.

REBINTROL: RESINA, PASTA E ATIVADOR, QUE SERÁ USADA PARA CONFECÇÃO DE TROQUEIS E ZONAS SUPERFICIAIS DE MODELOS DENTÁRIOS. NA CONFECÇÃO DE TROQUEIS, EVITA A NECESSIDADE DE HAVER POSICIONADOR DOS PINOS DE TROQUEL, POIS QUANDO SE ADENSA, PODE-SE SIMPLESMENTE COLOCAR OS PINOS E FICARÃO PLENAMENTE POSICIONADOS. TAMBEM PODE-SE PINTAR NO RESTANTE DA MOLDAGEM E SERVIRÁ DE SUPERFÍCIE EM RESINA, EVITANDO-SE DESGASTE DOS MODELOS POR OCASIÃO DA CHECAGEM DA ARTICULAÇÃO OU MOVIMENTOS DE AJUSTE NOS ARTICULADORES, DOS MODELOS.

BRILHO SELANTE: LIQUIDO QUE NÃO SÓ SELA A SUPERFICIE DOS MODELOS DE GÊSSO, EVITANDO A ABSORÇÃO DE AGUA OU ISOLANTES, COMO TAMBEM DEIXA O MODELO BRILHANTE E É ASSIM ESPECIAL PARA PROTÉTICOS E DENTISTAS QUE DESEJAM BELA APRESENTAÇÃO DE SEUS MODELOS CONFECCIONADOS. ESPECIAL PARA MODELOS ORTODÔNTICOS.

ISOLMAGIC: ISOLANTE ESPECIAL PARA ISOLAMENTO DE MODELOS PARA ESCULTURA EM CERA.

QUALQUER OUTRA DÚVIDA, QUEIRAM EXAMINAR NOSSO SITE NA INTERNET E ASSISTIREM OS VÍDEOS QUE DISPONIBILIZAMOS, COM VERDADEIROS CURSOS SOBRE CADA UM DOS PRODUTOS.

WWW.LUCSTAR.COM.BR